Notícias

Postado em 07 de Junho de 2019 às 17h12

OS DIVERSOS TIPOS DE LODO

Curiosidades (14)

Chamamos de lodo o material que é sedimentado e removido do fundo de decantadores, enquanto o lodo líquido clarificado é removido pela superfície.
Os lodos podem ser classificados em vários tipos, são eles:


Lodo primário, ou bruto:
É o lodo que é removido nos decantadores primários, esse lodo é normalmente constituído de sólidos sedimentáveis. O decantadores primários são adotados antes do reator biológico dos sistemas de lodos ativados convencionais, filtros biológicos ou antes de sistema de coagulação-floculação em que se reduz o consumo de coagulantes.


Lodo secundário:
É o lodo que é removido após reatores, ou mesmo extraído diretamente pelo reator biológico. Quando o sistema é de lodos ativados com aeração prolongada, em que a idade do lodo é elavada (20 a 40 dias), 9º lodo é dito digerido, ou seja, esse lodo já atingiu a digestão completa, enquanto nos sistemas de lodos ativados convencionais, em que a idade do lodo é baixa (4 a 10 dias), o lodo não atingiu a digestão, sendo dito séptico.

Lodo químico:
É o lodo proveniente de sistemas de tratamento físico-químico (de industrias de galvanoplastia, por exemplo), onde são usados coagulantes ou precipitantes, como os sais de ferro e de alumínio.

Lodo Biológico:
São provenientes do sistema de tratamento biológico, que após sofrerem tratamento podem ser utilizados de modo benéfico, e são denominados biossólidos.
As concentrações dos diversos tipos de lodos podem encontrar-se desde uma faixa de 0,5 a 8%, podendo ser escoados e bombeados. Os valores mais baixos são obtidos nos sistemas de lodos ativados, e os mais altos nos decantadores primários.

Digestão biológica de lodo
Para a degradação acelerada de lodo aplica-se um mix de bactérias saprófitas que realizam o ciclo da degradação de lodo em energia e gás.
A Genética Group desenvolveu um estudo de batimetria e análise qualitativa do lodo para definição da aplicação de bioestimuladores juntamente com bactérias, pois o lodo já é um resíduo que as bactérias do meio não digeriram, ou seja, necessita de muita especificidade para obtenção de excelentes resultados com a biorremediação, oferecendo a técnica completa para alcançar a máxima eficiência na degradação de lodo.

https://www.geneticagroup.com/tecnologia-biologica#digestao-biologica-de-lodo

 

Fonte: Tratamento Físico-Químico de Águas Residuárias Industriais – José Alves Nunes

Veja também

QUÍMICA VERDE08/02/19 O termo Química Verde surgiu da necessidade de auxiliar no combate à poluição gerada por Indústrias, se refere a um projeto de produtos e processos químicos que reduzem ou eliminam o uso e geração de substâncias nocivas. Os processos químicos são responsáveis por boa parte dos poluentes lançados em rios; torná-los......
DRAGAGEM10/06/19 Dragagem define-se como o serviço de desassoreamento, alargamento, desobstrução, remoção, derrocamento ou escavação de material do fundo de rios, lagoas, mares, baías e canais de acesso a portos. O......
COMO PODEMOS EVITAR A POLUIÇÃO DAS ÁGUAS?08/02/19 A água é o principal recurso do planeta. Preservá-la significa garantir a manutenção da vida! Entre os principais usos da água estão: abastecimento público, saneamento, agricultura, pecuária,......

Voltar para Notícias (pt)