Notícias

Postado em 26 de Agosto às 14h08

VOCÊ SABIA? - A LUA PODE SER O NOVO LAR DE MILHARES DE TARDÍGRADOS!

Curiosidades (14)

Os tardígrados – mais conhecidos como ursos d’água – são considerados como alguns dos indivíduos mais indestrutíveis do planeta.

Eles são criaturas com menos de um milímetro de comprimento que podem sobreviver a temperaturas de 150ºC e congeladas até quase zero absoluto. 

Os cientistas descobriram que eles podem passar até décadas desidratados e depois serem trazidos de volta à vida, sendo essa façanha quase que um ‘super poder’, visto que, para a maioria das criaturas, não haveria volta para o estado de desidratação – a vida sem água é quase impossível.

Os tardígrados foram os primeiros animais a sobreviver sem proteção no espaço, em 2007, e esse feito fez deles candidatos perfeitos para a biblioteca lunar do Arch Mission – espaçonave israelense que levava na bagagem milhões de arquivos digitais sobre o planeta Terra, amostras de DNA humano e um lote de milhares de tardígrados desidratados – que se acidentou ao pousar na Lua em abril, espalhando milhares de espécimes dessas criaturas sobre a superfície do corpo celeste.

Entretanto, se os tardígrados estão na Lua, é muito improvável que eles possam voltar à vida sem serem reintroduzidos na água, mas seria teoricamente possível que os tardígrados fossem coletados, trazidos de volta à Terra, reanimados e estudados.

Já os que ficaram por aqui, podem ser encontrados em topos de montanhas, desertos, lagos subglaciais, locais úmidos próximos à sua casa e até mesmo em efluentes, sendo que, quando presentes neste último, por serem extremamente sensíveis à amônia, indicam que o sistema está totalmente nitrificado.

Também quando presentes em efluentes, indicam baixa carga orgânica, elevada concentração de oxigênio, elevada idade do lodo e boa qualidade do efluente tratado.
Nas fotografias microscópicas abaixo é possível observá-los:

Fontes:
Acervo Genética Group.
https://www.bbc.com/portuguese/geral-49272456
https://super.abril.com.br/ciencia/queda-de-nave-israelense-espalhou-milhares-de-tardigrados-pela-lua/


OLIVEIRA, A. C. del G. Bactérias heterotróficas e autotróficas envolvidas na remoção de nitrogênio de lixiviado de aterro sanitário em reator de leito móvel. Universidade Estadual de Londrina – Centro de Tecnologia e Urbanismo – Programa de Mestrado em Engenharia de Edificações e Saneamento. Londrina-PR, 2012. Disponível em: <http://www.uel.br/pos/enges/portal/pages/arquivos/dissertacao/84.pdf>. 

Veja também

BIOTECNOLOGIA08/03 Biotecnologia é uma área que visa desenvolver produtos e processos biológicos com a ajuda da ciência e da tecnologia. A Organização das Nações Unidas (ONU) classifica biotecnologia como “qualquer aplicação tecnológica que utiliza sistemas biológicos, organismos vivos, ou seres derivados, para fabricar ou modificar produtos ou......
BIOQUÍMICA10/05 A Bioquímica é a parte da Biologia responsável pelo estudo das estruturas, da organização e das transformações moleculares que ocorrem na célula. Essas transformações configuram o que......
DRAGAGEM10/06 Dragagem define-se como o serviço de desassoreamento, alargamento, desobstrução, remoção, derrocamento ou escavação de material do fundo de rios, lagoas, mares, baías e canais de acesso a portos. O......

Voltar para Notícias (pt)